Marrakesh regrava “Canto de Ossanha” em versão psicodélica

Marrakesh - Gianfranco Briceño/Divulgação

Marrakesh – Gianfranco Briceño/Divulgação

A Marrakesh é uma das poucas bandas cuja evolução eu pude acompanhar de perto nesses dois anos em que o Defenestrando esteve desativado. Shows cada vez mais maduros e sólidos dão o tom de um quinteto que vai perdendo o medo de mergulhar mais fundo na psicodelia. Em 2016, eles lançaram o EP Vassiliki, um compilado com quatro faixas altamente recomendáveis que apareceu na lista de melhores do ano da música paranaense no site A Escotilha.

Os caras acabam de lançar uma versão para Canto de Ossanha, a clássica pedrada de Baden Powell e Vinicius de Moraes. A canção original está no disco Os Afro-Sambas, de 1966, e, bom, você provavelmente deve conhecê-la.

A gravação do Marrakesh está bastante psicodélica e ácida. É como se o primeiro Canto de Ossanha fosse só um ponto de partida muito cru e inicial para a criação de algo completamente diferente. Ou é como se alguns ETs viessem à Terra e resolvessem fazer um cover de um clássico da música brasileira. À sua própria maneira.

Tem uma matéria no IdeaFixa com mais informações. Lá diz que a banda planeja um álbum para maio deste ano e, se for isso mesmo, todos esses synths da versão de Canto de Ossanha podem ser uma boa pista dos rumos que o Marrakesh está tomando e do que está vindo por aí.

Ouça:

Um Comentário

  1. Pingback: Yanay começa turnê europeia e fará workshop na Berklee College | Defenestrando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s