Drake, não roube a minha banda. [Coluna Def-RelevO #02]

O Defenestrando mantém uma coluna mensal (de qualidade bastante questionável) sobre música ou o que mais der na telha no Jornal RelevO. Se você não sabe, o RelevO é um jornal literário produzido em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, e distribuído gratuitamente em várias cidades do país. Abaixo, segue o texto da coluna da edição de abril. Em maio, tem mais.

Drake, More Life

Sr. Drake,

Espero que o Sr. esteja feliz. Espero que o Sr. esteja tranquilo e feliz, no sossego da paz de espírito do trabalho de divulgação de seu novo disco, esse tal de More Life, que o Sr. acabou de lançar.

Não sei bem quem é o Sr. e nem o que o Sr. deseja fazer da sua vida. Mas gostaria de fazer um pedido ao Sr.: não roube a minha banda de mim.

O Sr. sabe muito bem do que eu estou falando. O Sr. começou a primeira faixa desse seu disco novo com um sample do Hiatus Kaiyote. O Sr. deve saber, imagino, que o Hiatus Kaiyote é uma banda australiana completamente aleatória. Que eles lançaram um álbum ótimo chamado Tawk Tomahawk em 2012. Que, em 2013, eles foram indicados ao Grammy na categoria Melhor Performance R&B pela canção Nakamarra, com a participação do Q-Tip, do grupo A Tribe Called Quest. Que, quando isso aconteceu, foi um fato bastante aleatório, primeiro, porque o Hiatus Kaiyote não faz R&B; segundo, porque a banda era completamente desconhecida na época e a própria imprensa australiana publicou umas notícias dizendo “Que banda australiana é essa que foi indicada ao Grammy e a gente nem conhece?”. Que, em 2015, eles lançaram um segundo álbum chamado Choose Your Weapon e que, de repente, a banda ficou grande, apesar de que esse álbum é bem menos interessante do que o primeiro. Foi aí, imagino, que o Sr. conheceu o Hiatus Kaiyote.

O Sr. não sabe, no entanto, que eu estava lá desde muito antes do Sr.

Em 2013, quando eu vi, perdida nos rincões da internet, a capa completamente psicodélica de Tawk Tomahawk com um coiote raivoso e insano, onde o Sr. estava? Quando eu ouvi o disco pela primeira vez e declarei o meu amor imediatamente e decidi me casar com o Hiatus Kaiyote da mesma maneira que Borat decide se casar com Pamela Anderson, o que o Sr. estava fazendo? O Sr. provavelmente estava cantando Started from the bottom now we here em todas as principais cidades da América do Norte e da Europa.

Mas o Sr. fique sabendo que começar a carreira aos 15 anos em uma novela na TV canadense não é exatamente começar lá de baixo.

O Sr. fique sabendo que, em 2015, o Hiatus Kaiyote veio fazer um show em São José dos Campos em um festival com quatro bandas; que eu tive que dar um jeito de sair mais cedo do trabalho, pegar um avião até São Paulo e um ônibus até São Bernardo; que ninguém do público conhecia o Hiatus Kaiyote quando eles foram a última banda a subir ao palco; que eles fizeram um show lindo, mas que, no final, eu percebi que eles não iam tocar Lace Skull, a minha música favorita na época; que eu fui até a beira do palco e pedi educadamente para a vocalista Nai Palm para que eles tocassem essa música; que essa mulher maravilhosa piscou para mim e fez um sinal de joinha; que a banda saiu do palco e, quando voltou para o bis, Nai Palm, sorrindo, falou que eles iriam tocar uma música que fazia tempo que não tocavam, e que esta música seria dedicada a uma pessoa; que depois disso, ela apontou para mim; que ela olhou para mim várias vezes durante a música; que eu não sabia exatamente como reagir enquanto isso tudo acontecia; que, após o show, eu fui tietá-los ao lado de várias pessoas que não conheciam a banda mas ficaram maravilhadas com o som; que uma tiazona estava completamente alucinada com a banda e não parava de elogiá-los; que eu contei para essa tiazona que eu tinha vindo de Curitiba só para ver o show e que ela ficou ainda mais alucinada depois disso; que ela se virou para a banda e falou que eu tinha pegado um voo de seis horas só para ver o show; que eu não sei de onde essa tiazona tirou essa informação; que após ela dizer isso, a banda ficou super feliz e fez questão de tirar uma foto comigo; que, depois de tudo isso, eu não cabia em mim mesmo e que voltei, literalmente, saltitando de alegria pelas ruas até o hotel onde eu iria dormir; e que, antes de dormir, postei a foto no Instagram e, mais tarde, a banda deu um “like” nela.

Perceba então, Sr. Drake, que a banda é muito mais minha do que sua.

Quem é você para abrir o seu disco com um sample da minha banda e sair por aí se pagando de descoladão?

Você não é descoladão, Sr. Drake. Você nunca nem será tão descolado quanto Dr. Drake Remoray, de Days of Our Lives.

Sr. Drake, eu pesquisei na internet e descobri que o seu nome completo não é Drake Remoray. Eu descobri o que o seu nome completo, Sr., é Aubrey Drake Grama. E se eu descobri o seu nome completo, o Sr. nem imagina das coisas que eu sou capaz de descobrir por aí. Isso é uma ameaça? O Sr. entenda isso como o Sr. quiser. Mas é melhor o Sr. ficar de fora disso.

Sr. Drake, eu já tive uma banda uma vez. Era uma banda daqui de Curitiba que era só minha. Mas eu perdi ela para uma garota que eu estava apaixonado. Ela foi comigo a um show e, em vez de ela se apaixonar por mim, ela se apaixonou pelo guitarrista. Foi muito triste. Agora o Sr. vem e me rouba o Hiatus Kaiyote. Agora só falta o Sr. entrar na minha casa e roubar o Kraftwerk.

(Ah, o Sr. não vai me roubar o Kraftwerk, tenho certeza disso. Se o Sr. colocar Kraftwerk em alguma de suas músicas, eles vão lhe processar. Eles vão lhe cobrar milhões de dólares. Eles vão lhe arrancar até esses casacos feios que o Sr. gosta de vestir).

O Sr. fique sabendo que esse seu disco novo é muito chato. Tirando as faixas Get it Together e Madiba Riddim, que são legais, até.

Drake, o Sr. é um bobão.

Atenciosamente,
Felipe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s